Notícias

Brasil nos Jogos Mundiais de Pesca

Oito capixabas irão representar o Brasil na modalidade de pesca oceânica

Os atletas do Iate Clube do Espírito Santo (Ices) embarcaram na última quinta-feira, para representar o Brasil nos III Jogos Mundiais de Pesca, que serão realizados nos próximos dias 28 de agosto e 3 de setembro, em Óstia, na Itália. A equipe de Vitória foi convidada pela Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS) para disputar a competição na modalidade Big Game, conhecida como Pesca Oceânica.

Na categoria de pesca oceânica o Brasil será representado por duas equipes, ambas capixabas e atletas do Ices, dão eles: José Luiz Frisso, Rodrigo Macedo Haje Silva, Rogério Zamperlini, Aníbal Abreu integram a equipe verde, e Geraldo Carneiro, Lélio Furno Junior, Luiz Augusto Suzano da Silva, Alverti ButeriJ, a Amarela.

Os comandantes e pescadores apostam na experiência com os tipos de peixes que habitam a região. Atum, Dourado, Bonito e Albacora, comuns em Óstia, que também são encontrados em sua maioria no litoral do Espírito Santo. Para o diretor de pescs do Clube, Rodrigo Haje, esse campeonato é um desafio para os participantes. “Independente da modalidade de pesca, acredito que fazer parte do time que representará o Brasil já é uma grande honra”, comentou.

A grande diferença que os atletas capixabas irão encontrar é o local a ser pescado. “Aqui podemos escolher os melhores pontos. Mas na Itália, o local que cada equipe irá competir será definido por sorteio”, disse o pescador Rogério Zamperlini.

Essa será a terceira edição do maior torneio de pesca do mundo. Em 2000, a competição também foi realizada na Itália e em 2006, a sede foi em Portugal. De acordo com a com federação Internacional de Pesca Esportiva, mais de 5 mil atletas, de 65 países, vão disputar a competição em 25 categorias.

Durante o campeonato a CBPDA irá pleitear a realização dos próximos jogos no Brasil, previstos para 2014. “Caso o País conquiste o direito de realizar a competição, o Ices largará na frente como candidato à sede da modalidade de Pesca Oceânica”, ressaltou o comodoro do Iate, Geraldo Carneiro.

O Brasil será representado nas modalidades: Embarcada de Fundo (Água Salgada), Pesca Oceânica, Truta com Iscas Artificiais, Truta com Iscas Artificiais (Água Doce), Lançamento, Praia Masculino e Praia Feminino.

Fonte site: revista pesca esportiva

Share