Empresa

História Rapala

Qualquer pessoa que o tenha experimentado sabe-o. Nao há nada mais satisfatòrio que encostar um bom peixe á embarcaçao ou á margen. Tudo parece estar em armonía com o mundo, o ar sopra mais fresco, as árvores parecem mais verdes.

É a incomparável sensaçao de “ abraçar um peixe grande a gotejar” que a Rapala leva a numerosos pescadores desde há mais de 60 anos.

Tudo começou com um carpinteiro finlandês criativo e uma faca.

Foi na década de 1930, quando um pescador sensivel observava um fenómeno também ele sensivel. Os peixes grandes comem os mais pequenos, sobre tudo se estao doentes ou feridos.
Assim começou a maior história de pesca jámais ouvida. Lauri Rapala pescava nas águas do lago finlandés Paijanne, remava silenciosamente e observava os peixes, quando viu a forma como um predador faminto se lançava sobre um cardume de alevíns e atacava aquele que nadava ligeiramente diferente. Isto sucedia uma e outra vez.
Lauri deu-se conta de que conseguía-se construir uma amostra que imitasse os movimentos de um peixe ferido, podería pescar mais peixes, ganhar mais dinheiro, e nao perder tempo a procurar isco constantemente. Assim Lauri começou a trabalhar, trociscou, esculpio e pulio até que a amostra começou a tomar forma. Manuseando uma faca de sapateiro e lixa de papel, confeccionou a sua primeira amostra de cortiça em 1936. A superficie da amostra estava fabricada com plástico de chocolate e a capa protectora com negativos fotográficos fundidos. O mais importante, esta amostra imitava perfeitamente as acçoes de um peixe ferido. A lenda conta que em ocasioes, com a sua nova amostra, Lauri chegava a apanhar 300 kilos de pescado por día e ao divulgar-se esta noticia, cresceu também a reputaçao da amostra. O resto, como dizem, é história.
Essa primeira amostra foi o antepassado da amostra, mais que nenhuma outra, que permitiu a mais pescadores experimentar a emoçao de grandes capturas; o legendario Original Floating Rapala.

O movimento a que os peixes nao podem resistir

Ao mesmo tempo que pescadores de todo o mundo apanhavam mais peixes e de maior tamanho com a amostra Rapala, Tornou-se evidente que era o movimento tentador do isco e a sua nataçao que faziam picar o peixe. Apesar de que os peixes de todo o mundo sao muito diferentes, tanto os predadores como os iscos actuam de maneira previsivel. Os grandes alimentam-se dos pequenos. É por isso que Lauri provava cada amostra, para assegurar-se de que nadava de acordo com o movimento genuino de um peixe ferido.
Nao era a maneira mais rápida de fabricar uma amostra, mas era a única forma de fabricar uma Rapala. (Até ao presente, as amostras Rapala sao ajustadas á mao e provadas em tanques, para que nadem perfeictamente e apenas tenha que tira-las da caixa.) A acçao da Rapala é tao única como a pegada digital de uma pessoa. Uma acçao que nenhuma outra companhia consegui duplicar.
Desta maneira, com todas as excursoes inesquecíveis, todas as tardes proveitosas de sábado com os filhos no lago mais próximo, foi assim crescendo a lenda da Rapala. Começou a surgir uma confiança firme entre os pescadores e Rapala. Os pescadores de fim de semana converteram-se em pescadores habituais, os país em heróis. Mais e mais pescadores começaram a utilizar uma Rapala, uma e outra verz.

Um bom dia de pesca é a mae do evento

Para milhoes de pescadores, o número crescente de peixes trofeo apanhados com amostras Rapala, podía medir o seu éxito. (Até ao presente nao há nenhuma outra amostra que tenha obtido mais records mundiais.) Devido a que nós em Rapala somos primeramente pescadores, sabemos nao só o que o nosso companheiro pescador necessita, como também aquilo que lhe é totalmente imprescindível. Quando o Shad Rap apareceu no mercado, caracterizado pela sua incrível habilidade para apanhar peixes como se de fogo se tratasse, esgotou-se nas lojas de aparelhos de todo o mundo. Nos Estados Unidos, os propietarios de centros de pesca e as lojas de aparelhos alugavam Shad Raps por día e por vezes por hora. (sim, assim funcionava.)
Vinte anos depois, é uma das amostras com mais éxito. Assim mesmo, quando Rapala introduziu as facas Fish´n Fillet, estas melhoraram a experiencia de pesca de milhoes de pescadores. Até entao, os resultados da intensao de filetear um peixe por um pescador, nao eram dignos de se ver. O desenho afiado e a genuina flexibilidade do Fish´n Fillet fazia o corte em filetes mais fácil, é por isso que é todavía hoje a melhor faca de pesca do mundo. Os alicerces haviam sido colocados. O éxito da Original Flotoante, Shad Rap, e do Fish´n Fillet foi preseguido por outros productos que chegaram até ás cestas de aparelhos e os livros de história. amostras como a Magnum, a Rattlin´Rapala, a Fat Rap, a Countdown, a Husky Jerk e a Tail Dancer de producçao limitada.

Os pescadores Rapala pescam em todo o mundo

Há uma razao para que cada vez mais pescadores de todo o planeta confíem em Rapala. É uma confiança que alcança 140 países e confirma-se cada ano com a venda de 20 milhoes de amostras Rapala. Falando claro, os productos Rapala fazem melhores pescadores. Sem presa, sem atalhos, sem reclamaçoes, nem improvisaçoes de última hora. Sao simplesmente amostras talhadas minuciosamente e accesorios fundados em 60 anos de experiencia. É um legado de qualidade indiscutível, aprecíavel em cada amostra, cada faca, cada ferramenta e em cada lance dos nossos solicitados fios de pesca. Um legado que continua com novas ofertas Rapala como uma ampla gama de ferramentas, e mais de 100 amostras novas, de novos tamanhos, novas acçoes, novos acabamentos, novas cores e novas formas de apanhar mais peixes.

Comprometidos com a arte da pesca

Milhares de milhoes de lucios, percas, truchas, salmones, lucio percas, peixes tigre e posteriormente o achiga. Rapala continua a resistir ao passar do tempo, apesar dos altos e baixos da industria e através das piores épocas. Porque acima de tudo há uma verdade que permanece, “Aquilo que é irresistível para os peixes será irresistível para os pescadores”.

Share